terça-feira, 6 de janeiro de 2009

De repente...

De repente a estrela anuncia a chegada Dele...

De repente os Magos chegam na manjedoura e confirmam tal chegada...

De repente Ele cresce e mostra pra que veio...

De repente Ele manda encher os potes d água e transforma no melhor vinho...

De repente Ele cospe no chão, passa no olho do ceguinho de nascença e o cego é curado...

De repente a mulher toca nas vestes Dele e é curada de uma hemorragia de 12 anos...

De repente Ele dá uma ordem e o servo do centurião é curado a distancia...

De repente Ele diz um “levanta” e o morto ressuscita...

De repente Ele reparte uns pãezinhos e uns peixinhos e alimenta milhares...

De repente Ele olha pra o lado da cruz e o ladrão passa a entender tudo...

De repente Ele derrama o Consolador e a Igreja começa...

De repente Ele age com sua simplicidade e transforma a humanidade...

De repente vem a Igreja e complica tudo com a tal da institucionalização...

De repente vem os “lideres religiosos” e colocam-No numa caixinha...

De repente aparece a tal da doutrina e aprisiona quando Ele veio pra libertar...

De repente vem o homem e descarta toda a história quando decide viver sem acreditar Nele...

De repente vem você, começa a ler esse texto e entende do que estou falando...

De repente vem JESUS...

De repente você não está preparado e fica... Ó pai ó!!!

Nele que de repente mudou minha vida, e quem sabe, de repente muda a sua...

Rodolfo.

3 comentários:

Monzitti Baumann disse...

Muito bom! Adoro as suas mensagens, mestre. Sempre aprendo mais ouvindo-as. Abraço.

Betinho disse...

concordo plenamente com o seu texto, ele é de uma objetividade extraordinaria, e uma sabedoria inspirada por Deus.

muito obrigado por ter escutado a voz de Deus, e cumprir a sua vontade se tornando pastor.

Anônimo disse...

Infelizmente tem sido assim... quanta perda de amor se perdendo tempo em se perder Dele, do que Ele ensinou ... na maioria das vezes a "igreja" é quem mais afasta as pessoas Dele. Se Ele não fosse Jesus, quem Ele É, não haveria um só a ser salvo ao final de tudo.